Home / Negócios / Valagro quer crescer 32% ao ano no Brasil com foco em grandes culturas

Valagro quer crescer 32% ao ano no Brasil com foco em grandes culturas



A italiana Valagro, um fertilizante especial para a agricultura, planeja crescer 32% ao ano no país em 2022. Em um mercado de mais de R $ 5 bilhões no Brasil, a empresa pretende aumentar o número de estados atendidos e crescendo [19659002AempresafaturouR$33milhõesnopaísnoanopassadoedevechegaraR50milhõesem2018umaumentode51%Até2020aValagrodeverácrescer35%aoanonosquatroprincipaismercadosdaempresa:BrasilÍndiaEUAeChina

Segundo estimativas da Associação Brasileira das Indústrias Técnicas em Nutrição de Plantas (Abisolo), o crescimento de fertilizantes foliares no Brasil – onde a Valagro é introduzida – deve chegar a 20% este ano, para R 5,2 bilhões. O segmento responde por 70% de toda a indústria de usinas, que no ano passado movimentou R $ 6,3 bilhões. "Queremos passar para a gestão", confirma o presidente da empresa no Brasil e Cone Sul, Victor Sonzogno.

A estratégia que levará a empresa a crescer acima da média do segmento é baseada na entrada de grandes culturas, como soja, milho e algodão. Atualmente, as vendas da empresa são baseadas na horticultura, responsável por 80% das operações no Brasil, enquanto as grandes culturas respondem por 20%.

"Queremos alcançar 60% da receita de grandes culturas até 2020", disse Sonzogno. Este empreendimento é um posicionamento global da empresa e atende ao desenvolvimento do mercado para buscar grãos como forma de ampliar o uso da tecnologia. "São culturas com desafios diferentes. Enquanto a produtividade é a principal preocupação, a qualidade é o foco na horticultura. "

fertilizantes especiais se concentram em reduzir o efeito de fatores abióticos, como a chuva, como a produtividade das culturas. Segundo Sonzogno, o desafio é fazer com que os fabricantes adotem novas tecnologias." Atualmente, muitas empresas do setor estão incomodando o produtor. A solução certa para o que ele precisa. "

A empresa, que está no Brasil desde 1

998, também planeja expandir seu país, agora concentrada no sul, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Nordeste." Queremos chegar ao Paraná e Mato Grosso e fortalecer nossa presença em Goiás e no Rio Grande do Sul ", disse Sonzogno. A Valagro também planeja se candidatar a uma parceria de distribuição no Matopiba, que não exclui aquisições no Brasil ou no mundo. No ano passado, a empresa investiu 10 milhões de euros na unidade de Pirassununga. SP), que tem uma capacidade de 50.000 toneladas por ano e está preparado para um possível aumento na produção. A Valagro é o Chile e o Uruguai.Este ano, a Valagro contribuiu com um valor semelhante para a construção de uma unidade na Carolina do Norte, EUA, que também servirá ao Canadá e ao México.

Biológico

A empresa deve começar a trabalhar no controle biológico no Brasil e aguarda aprovação de registro no Ministério da Agricultura, que deve ocorrer no próximo ano. "Os dois únicos mercados com condições de crescer mais de dois dígitos em todo o mundo nos próximos cinco anos são a nutrição especial e o controle biológico, que deve crescer entre 22% e 23%", afirma o diretor global de relações institucionais da Valagro. Rosso.

O segmento representa 2% das vendas globais da empresa, enquanto as empresas especializadas respondem por 50%. "O Brasil e os Estados Unidos devem seguir essa tendência". Em 2015, a empresa adquiriu uma unidade na Índia, da qual pretende trazer essa tecnologia para o resto do mundo. "O desafio é fazer os produtores aceitarem o uso de uma nova tecnologia, entenderem a necessidade de adesão e uma nova legislação que defina o que se entende por nutrição especial no país", afirmou Rosso, enfatizando a importância do Brasil para a matriz. / * O repórter foi a convite da Valagro


Source link